Fotolia_118539651_S.jpg

 

Vamos imaginar que você chegou até uma loja de ferramentas para comprar um cortador de grama. Você é atendido pelo vendedor e, após uma consulta no estoque, recebe a informação de que o modelo que gostaria de comprar não está disponível. Você solicita um outro e, ao invés de consultar em seu sistema, o vendedor vai até o depósito verificar a disponibilidade de produtos com modelo semelhantes.

 

Neste processo todo você já perdeu cerca de 15 minutos.

 

O vendedor volta com a notícia de que infelizmente não possui em estoque um produto semelhante ao que você procura. Ele pede desculpas, mas afirma que se você retornar em 15 dias poderá encontrar o que quer. E o que deveria ser uma compra simples, transforma-se em um processo cansativo.

 

Por isso, você agradece e prefere buscar o produto em outro estabelecimento.

 

Ao chegar em outra loja, você solicita o produto. Ao consultar a disponibilidade do produto em seu computador, o vendedor informa que infelizmente o modelo que você procura não encontra-se disponível.

 

Você solicita um modelo semelhante. Em poucos cliques o vendedor da segunda loja lhe mostra uma lista com os cortadores de grama disponíveis, suas especificações técnicas e o preço. Você escolhe um modelo semelhante ao que gostaria de comprar. Em instantes o vendedor consegue visualizar a prateleira em que o produto se encontra. Ele solicita a retirada do cortador de grama e então fecha a compra.

 

Ufa!

 

Fim de maratona.

 

Mas o que essa história pode nos ensinar?

 

Modernizar os processos de venda no varejo é tão importante quanto possuir vendedores eficientes. O seu cliente é adaptado a processos ágeis, portanto, é isso que sua empresa deve oferecer para ele.

 

De acordo com o índice de Confiança do Consumidor, medido pela Fundação Getúlio Vargas, a confiança do consumidor recuou 0,6% no início do ano. Isso signifca 85,1 pontos abaixo da média histórica de 112,9 pontos.

 

Por isso, otimizar o tempo de execução do processo de vendas é facilitar a vida de seu cliente e investir na construção de uma relação de segurança com o público.

 

Além disso, um software reduz o tempo de envolvimento com a venda de cada funcionário e traz eficiência no atendimento.

 

Por exemplo: a utilização de um ERP ao mesmo tempo em que permite ao vendedor ter acesso todas as informações a respeito de determinado produto com um clique, facilita o controle do estoque e possibilita a consulta de produtos semelhantes ao que não está na loja naquele momento.

 

Trata-se de uma ferramenta que não facilita apenas o trabalho do vendedor. Seus benefícios chegam até o cliente que sai mais satisfeito do estabelecimento e permite que sua equipe saiba a hora certa de abastecer o estoque.

 

Conheça mais sobre nossos produtos. Envie um e-mail para: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

 

Fotolia 89130542 S

 

Talvez você nunca tenha parado para pensar nisso, mas sua empresa é parte de um processo de evolução tecnológica que abrange todas as esferas da sociedade, revoluciona a economia, integra os processos e facilita a tomada de decisões.

 

Em uma época de importantes transformações dos modelos tradicionais de negócios, entender estas mudanças e implementá-las em sua empresa é uma questão de sobrevivência.

 

A era da informação transforma dados em pontos de partida para a tomada de importantes decisões. Isso porque os conjuntos de tendências tecnológicas passaram a assumir um papel de protagonismo dentro de qualquer negócio.

 

A importância destas ferramentas abrangem todas as áreas de um negócio, ou seja, hoje é possível otimizar todos os processos de uma empresa através da tecnologia. Essa evolução não se restringe às grandes empresas. As pequenas empresas participam deste processo, hoje os empreendedores podem desfrutar de recursos anteriormente disponibilizados  somente às grandes empresas.

 

Por exemplo, o uso de Big data, BI (Bussines Inteligence), redes sociais, CRM (software para relacionamento com os clientes), e o ERP que conecta todos as informações da sua empresa, possibilitam inúmeras formas de cruzamento de dados e cenários para a tomada de decisões assertivas.

 

O motivo disso é a economia de tempo que estas ferramentas proporcionam. O ERP, por exemplo, facilita a gestão de todas as atividades diárias de uma empresa. Registrando informações importantes, como dados de clientes, produtos, vendas, compras, pagamento, impostos e demais informações que você achar necessárias. Se esta solução for integrada ao BI, é possível visualizar as informações em um formato gráfico, o que simplifica a interpretação de dados anteriormente complexos.

 

Em resumo: não há como pensar na existência de um negócio de sucesso sem o suporte de ferramentas que auxiliem na gestão de todos os processos.

 

Agora que você já conhece a importância de ferramentas como o ERP, hora de botar a mão na massa e iniciar o planejamento deste investimento, afinal, não acompanhar a evolução da tecnologia é abrir mão das facilidades que ela está oferecendo ao seu negócio.

 

Entre em contato com a Solution e conheça nossas ferramentas, auxiliamos você desde o planejamento até a implementação.

 

FOTO SOLUTION

 

Há três anos a Febraban - Federação Nacional dos Bancos, junto com a rede bancária, trabalham em uma nova plataforma de cobranças. A novidade será lançada em 2017.

O objetivo é modernizar o sistema de pagamento de boletos, além de diminuir os riscos de fraudes.

Se por um lado esta iniciativa traz mais agilidade e segurança aos clientes, por outro, ela deixa as empresas que operam com boletos sem registros em alerta. Isso porque a obrigatoriedade do registro de boleto, anunciada no início do ano pela Febraban, faz parte do projeto Nova Plataforma de Cobrança.

Esta nova regra está sendo aplicada em etapas e as empresas que não trabalham com boletos registrados têm até dezembro para se adequar às exigências. Caso contrário os boletos sem registro só poderão ser recebidos no banco emissor.

Ao entrar em vigor, esta nova regra trará alguns benefícios aos usuários:

- Pagamento do boleto após o vencimento em qualquer agência bancária;

- Redução de inconsistências de dados;

- Evitará o pagamento em duplicidade;

- Gestão da carteira (sabe quem pagou, o que pagou e quando pagou);

- Conciliação e relatórios de gestão.

Para isso, as empresas precisam adequar seus serviços à esta nova plataforma de cobranças.

O QUE MUDA:

- Não serão mais aceitos boletos sem valor ou sem vencimento;

- Dados do emissor e do pagador deverão estar completos;

- Banco cobrará mais taxas, como registro, liquidação, permanência e baixa;

- O erro vai ficar mais caro, pois os bancos poderão cobrar por cada ação – registro, baixa, permanência etc.;

- O boleto precisará ser registrado antes do pagamento – ou pelo menos no mesmo dia. Registro e pagamento no mesmo dia funciona (por enquanto), pois o banco processa o registro antes da compensação;

- Vão ocorrer mais estornos automáticos por inconsistência. O estorno ocorrerá automaticamente na compensação ou imediatamente no pagamento (caso o pagamento seja feito no banco emissor do boleto);

- Um CNPJ fraudador poderá ser bloqueado imediatamente, em vez de em alguns dias como ocorre hoje;

- Informações de juros e multa serão atualizados automaticamente no momento do pagamento. Não será necessário pegar segunda via atualizada;

- Ao emitir ou alterar um boleto você terá que registrar no banco usando um arquivo CNAB 240 ou 400. Terá de aguardar a confirmação que vem em um arquivo retorno CNAB 240 ou 400 no dia seguinte, normalmente junto com as baixas;

- Na prática, o banco vai automatizar a parte dele e vai jogar todos os erros para as empresas, que precisarão se adequar a trabalhar com o novo boleto.

FRAUDES

O principal motivo de toda esta mudança foram os elevados números de fraudes praticadas nos últimos anos.

Movimentando uma verdadeira economia paralela, com quadrilhas especializadas, as fraudes tiveram um notável aumento. De acordo com Febraban, em 2014 foram R$ 159 milhões em fraudes, em 2015 R$ 374 milhões e a estimativa para 2016 é de R$ 523 milhões.

Segundo a entidade que representa os bancos, são emitidos hoje cerca de 3,6 bilhões de boletos por ano no Brasil, sendo 40% deles sem registro. Isso significa que muitas empresas serão afetadas com esta mudança.

A Solution, já está preparada para esta nova realidade. Por isso, diante de dúvidas, você pode entrar em contato conosco através do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Publicações

« Agosto 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Lista VIP

Que receber conteúdos exclusivos produzidos por especialistas em gestão e negócios? Deixe seu e-mail abaixo que enviaremos em primeira mão pra você!

Facebook

Precisa de ajuda com a gestão da sua empresa? Converse com um de nossos consultores especialistas na sua área! É GRÁTIS. Clique aqui

Scroll to top